Medicina Natural

Como pensamentos se tornam vícios químicos

Como pensamentos se tornam vícios químicos

 

Como pensamentos se tornam vícios químicos

Somos o que pensamos. Essa é uma máxima muito difundida, mas será que é realmente entendida? Ser aquilo que pensamos pode ir muito além de pensarmos positivo para atrairmos coisas boas. No documentário “Quem somos nós”, que aborda a física quântica como instrumento para explicar a conexão entre mente e corpo, especialistas explicam como o pensamento atua na liberação de neuropeptídeos – substâncias químicas produzidas e liberadas pelas células cerebrais – que, ao longo do tempo, podem viciar nossas células.

Quando temos um pensamento, nosso cérebro libera certos neuropeptídeos que alimentam as células do nosso corpo, por meio dos receptores que possuem. Por exemplo, se sentimos mágoa, liberamos neuropeptídeos específicos produzidos pela mágoa. A medida que bombardeamos as células com a mesma atitude e a mesma química repetidamente, quando essa célula finalmente se dividi e produz uma célula irmã ou uma célula filha, terá mais receptores para esses neuropeptídeos emocionais em particular. Ou seja, os neuropeptídeos liberados pela sensação de mágoa se tornam necessários para as células. É semelhante ao mecanismo do organismo dos viciados em drogas.

A neurocientista americana Candace Pert possui amplo estudo sobre o assunto e acredita que que os neuropeptídeos e os receptores são uma chave para entender como a mente e o corpo estão interconectados e como as emoções podem ser manifestadas em todo o corpo. Para ela, criamos situações para satisfazer a necessidade química do nosso corpo, aquilo que produz o que nossas células estão viciadas.

“De fato, quanto mais aprendemos sobre os neuropeptídeos, mais difícil se torna pensar nos termos tradicionais sobre a mente e o corpo. Faz cada vez mais sentido falar de uma entidade única, integrada, um ‘corpo-mente’”, explica Pert.

Mas a boa notícia é que se um receptor para de receber alimento ele diminui. A neurocientista explica que os receptores  mudam a sua sensibilidade e podem literalmente murchar se não são alimentados. Portanto, se desfazer de pensamentos negativos, arraigados em nossa mente pode ser uma tarefa difícil, como deixar o cigarro por exemplo, mas deve ser encarado como um padrão a ser desconstruído com treino e a escolha de não se entregar aos vícios emocionais.

http://portalestarbem.com/2013/01/18/como-pensamentos-se-tornam-vicios-quimicos

Anúncios

R e i k i

Image

A palavra Reiki advêm da conjunção de dois termos japoneses, nomeadamente:

 

霊 – «Rei», que significa espírito, alma, ser celestial, ser sobrenatural, divindade

 

気 – «Ki», que significa ar, energia, força, atmosfera. No contexto do termo, Ki refere-se a energia vital, ou energia da vida, ou aquilo também designado nas medicinas tradicionais do oriente por «chi».

 

Comummente, em coordenação os termos significam a possibilidade de, canalizando forças e influências espirituais, actuar sobre a energia vital de um organismo, a fim de o harmonizar, auxiliando no seu reequilíbrio e coadjuvando a sua cura.

 

Esta terapia oriental, actua através da imposição das mãos em pontos energéticos específicos do corpo humano, a fim de favorecer o restabelecimento do equilíbrio das forças vitais de um ser.

 

A terapia pressupõem que aquele/a que administra o procedimento holistico, tenha conhecimento sobre o mapa de energias vitais do corpo humano, ( chakras e auras), bem como haja adquirido técnicas de manipulação das forças espirituais em favorecimento da influencia positiva da energia vital de um ser.

 

O Reiki  não é considerada uma terapia clínica e cientificamente provada e por isso não faz parte do leque de ciências medicas convencionais.

 

Contudo, os seus defensores acreditam que o Reiki é um processo que pode ser usado complementarmente a tratamentos de medicina convencional com elevado sucesso.

 

Professam os seus praticantes, que o reequilíbrio energético de um corpo, favorece tanto a estabilização do metabolismo de um organismo, como o aumento da sua capacidade imunitária e auto-regenerativa.

 

Assim, o uso desta terapia seria altamente favorecedor de tratamentos clínicos convencionais, permitindo que os seus efeitos registem progressos mais rápidos.

 

 Reiki é uma prática espiritual desenvolvida por Mikao Usui, que desenvolveu as suas técnicas de terapia espiritual após um processo de jejum e meditação. Hoje em dia, o Reiki é considerada uma pratica de medicina complementar alternativa.

 

O Reiki é comummente encarado no âmbito de uma técnica de relaxamento e redução de stress, e que por isso promove o bem-estar físico e mental, podendo mesmo ter efeitos benéficos em processos de cura.

 

Embora o Reiki seja uma pratica espiritual, contudo não é uma religião. O Reiki não advoga dogmas, nem consiste uma teologia, nem possui uma escatologia, e por isso não partilha de nenhum dos traços característicos de uma religião.

 

Os defensores do Reiki, afirmam que o Reiki funciona independentemente de você ter crença ou não. No entanto, é comum que os praticantes de Reiki afirmem que o reki advêm de Deus, pois de Deus advêm todas as energias vitais que sustentam a vida, e é com essas que o Reiki lida.

 

Há relatos de pessoas que experimentando o reiki, afirmam ter encontrado uma paz espiritual de natureza religiosa, ou ate mesmo um encontro com Deus. Contudo, o Reiki não se afirma enquanto uma religião, nem é necessário prestar qualquer tipo de culto ou professar qualquer tipo de crença em particular, para beneficiar dos seus efeitos relaxantes, pacificadores e de harmonização.

astrologosastrologia.com.pt

Manjericão Santo remove flúor da água e beneficia a glândula pineal

Image

 

Uma planta chamada Tulsi, ou Manjericão Santo (Ocimum tenuiflorum), que cresce por toda a Índia pode ser apenas outra resposta para retirar o flúor da água em países pobres em todo o mundo. Cientistas da Universidade de Rajasthan descobriram que o Tulsi pode substituir algumas das alternativas mais caras para a remoção de flúor.

Os investigadores conduziram o experimento em uma aldeia de Narketpally, imergindo 75 mg de folhas de manjericão santo em 100ml de água que tinha mais de 7 partes de flúor por milhão de água. Após a imersão das folhas em água durante apenas 8 horas, o flúor foi reduzido para apenas 1,1 partes por milhão. A Organização Mundial de Saúde diz que os níveis “seguros” de flúor na água não são mais do que uma parte por milhão.

Com a recente admissão da Universidade de Harvard que o flúor é ruim para a saúde, e as notícias continuadamente apontam para o flúor sendo responsável por esgotar a capacidade do cérebro causando déficit de atenção, ou mesmo calcificando a glândula pineal, (que inibe importantes secreções hormonais como a melatonina e serotonina, e DMT), é uma notícia maravilhosa de que um remédio tão simples foi encontrado.

Alguns perigos do flúor

Como mencionado, o flúor tem sido associado a diversas consequências para a saúde, e por uma boa razão: é tóxico.

Um estudo de Harvard explica: “As crianças em áreas de alta quantidade de flúor tinham significativamente menor QI do que aqueles que viviam em áreas  de baixa quantidade de flúor”.

A EPA teve declarações semelhantes, demonstrando como o flúor apresenta “evidência de neurotoxicidade de desenvolvimento” e pode danificar os bebês em gestação. “O flúor atravessa facilmente a placenta. A exposição ao flúor para o cérebro em desenvolvimento, que é muito mais suscetível a danos causados por substâncias tóxicas do que o cérebro maduro, pode, eventualmente, levar a danos de natureza permanente”.

Um documento intitulado Fluride – A Modern Toxic Waste diz o seguinte: documentos de uma pesquisa mostram que o flúor aumenta a taxa de crescimento do tumor [de câncer] em 25% em apenas 1 ppm, produz tumores melanóticos, transforma células normais em células cancerosas e aumenta a carcinogênese de outros produtos químicos.

Foi mostrado em 1977 que a fluoretação da água provoca cerca de 10.000 mortes por câncer em estudos epidemiológicos por Dr. Dean Burk, o ex-chefe da Seção de citoquímica no Instituto Nacional do Câncer e Yiamouyiannis.

Para os países pobres, o uso de Tulsi para a purificação de água é o ideal, mas também para as nações “civilizadas” que colocam flúor na água potável, para começar. Talvez possamos ignorar os filtros de água mais caros e usar a natureza em seu lugar.

Agora, se pudermos descobrir como remover o cloro, pesticidas e outros resíduos tóxicos, com uma planta, isso seria precioso. Opções além da compra de um sistema de osmose reversa seria tão benéfico como folhas de Tulsi, uma vez que até mesmo plantas de casa tendem a crescer melhor em água sem cloro em si, e os peixes definitivamente não gostam do produto químico. Se folhas de Tulsi fazer isso com o flúor, não há porque não ter outra planta na cornucópia da natureza que possa ajudar com outras toxinas.

Fonte: Activist Post

Água engarrafada contém mais de 24 mil substâncias químicas

Image

Várias empresas deixaram de usar o BPA na produção de plástico, devido à indignação do consumidor, mas apenas porque um recipiente de plástico diz que é ” livre de BPA “, não significa que é livre de produtos químicos potencialmente nocivos. De fato, uma pesquisa recente da Alemanha indica que existem mais de 24.000 desses produtos químicos em qualquer garrafa de água, com alguns deles causando sérios efeitos de desregulação hormonal.

Pesquisadores da Goethe University Frankfurt testaram 18 diferentes produtos de água engarrafada em um esforço para procurar desreguladores endócrinos, ou EDCs. Eles encontraram muito mais do que o esperado, identificando 24.520 substâncias químicas diferentes em seus testes. Após isolar os produtos químicos e determinar o seu impacto sobre o corpo, os investigadores reduziram aqueles com propriedades anti-estrogênicas para um: DEHF ou di(2 -etil-hexil)fumarato . Esse achado foi de grande preocupação.

Dos 18 produtos diferentes de água engarrafada, 13 apresentaram atividade anti-estrogênica “significativa” , e 16 dos 18 inibiram receptores androgênicos do corpo em 90%. Em outras palavras, a água engarrafada foi em grande parte devastadora sobre o corpo humano .

Além do DEHF, no entanto, os pesquisadores determinaram que há alguns desreguladores endócrinos ainda não identificados em funcionamento. Alguma outra coisa está causando efeitos anti-androgênicos.

“Nós confirmamos a identidade e a atividade biológica do DEHF e isômeros adicionais de fumarato dioctyl e maleato utilizando padrões autênticos”, relataram os pesquisadores no jornal online PLoS ONE. “Pelo DEHF ser anti-estrogênico mas não anti-androgênico, concluímos que desreguladores endócrinos ainda não-identificados adicionais devem contribuir para o efeito antagônico de água engarrafada.”

A interrupção hormonal tem o potencial de causar efeitos graves sobre a vida humana, desde a maturação precoce em crianças, ao aumento dos riscos de certos tipos de cânceres. Os resultados deste estudo recente, portanto, são sérios.

Os pesquisadores concluíram:

“Além disso, a atividade antagonista foi muito potente. Um equivalente a 3,75 ml de água engarrafada inibiu receptores de estrogênio e de androgênio em até 60 e 90 por cento. Descobrimos que garrafas de água de seis países diferentes contém produtos químicos estrogênicos, antiestrogênicos, bem como progestagênicos e semelhantes a glicocorticóides. Isso demonstra que uma bebida popular está contaminada com diversos desreguladores endócrinos”.

Fonte: Natural Society

 

Melatonina

pineal

A melatonina é um hormônio que exerce papel fundamental na regulação de um importante ciclo na vida dos seres humanos: o ciclo circadiano, também conhecido como ciclo claro-escuro. A melatonina é secretada pela glândula pineal que fica localiza no cérebro e  sua produção é estimulada pela ausência de luz. Quando a retina registra sinais luminosos envia as informações para o núcleo supraquiasmático que as repassa para a medula espinal até chegar na glândula pineal, esse processo encerra a produção do hormônio.

A melatonina é naturalmente produzida pelo nosso organismo, mas o envelhecimento diminui a produção. Esse e outros fatores como distúrbios do sono, trabalhos em turnos, deficiência visual e a presença de jet-lags podem interferir na produção de melatonina e afetar a qualidade e o padrão de sono.

Quando isto ocorre pode-se administrar melatonina exógena para facilitar e melhorar a qualidade do sono. Pessoas com deficiência visual ou  trabalhadores em turnos podem usar o hormônio com o objetivo de sincronizar ritmos biológicos. A melatonina também tem se mostrado eficaz na prevenção e no tratamento de jet-lags, diminuindo as consequências das alterações dos fuso-horários.

Com a exigência de uma sociedade 24/7, termo que define atividade 24 horas nos 7 dias na semana, há uma necessidade cada vez maior de pessoas que possam trabalhar em horários não tradicionais e enfrentar diversas viagens com fuso-horários diversos. Essas constantes alterações podem trazer sérias consequências à saúde e também à  segurança do trabalhador.

Recentes estudos têm revelado novas ações desse hormônio como um potente antioxidante, previne a carcinogênese, atua nas desordens neurodegenerativas e evita a progressão de doenças neurodegenerativas como o Alzheimer.

As vantagens da melatonina em relação a outros tratamentos farmacológicos é a aparente ausência de efeitos colaterais, mas vale um alerta importante: para saber a dose correta,  omelhor horário para a administração e principalmente se a melatonina é indicada para o seu problema, o ideal é procurar um médico especialista.

O Poder do Sal Grosso

Muitas vezes julgamos as coisas pelo senso comum.

É importante sabermos do ponto de vista científico os efeitos de determinados agentes.

O sal grosso tem um importante papel nesses estudos…

O sal grosso está cientificamente provado – Onda Violeta

Tem o mesmo comprimento de onda da cor violeta

O sal grosso é considerado um potente purificador de ambientes.

Povos distintos usam o sal para combater o mau-olhado e deixar a casa a salvo de energias nefastas.

O sal é um cristal e por isso emite ondas eletromagnéticas que podem ser medidas pelos

radiestesistas.

Ele tem o mesmo cumprimento de onda da violeta, capaz de neutralizar os campos

eletromagnéticos negativos.

Visto do microscópio o sal bruto revela que é um cristal, formado por pequenos quadrados

ou cubos achatados.

As energias densas costumam se concentrar nos cantos da casa.

Por isso,colocar um copo de água com sal grosso ou sal de cozinha equilibra essas forças e

deixa a casa mais leve.

Para uma sala média onde não circula muitagente, um copo de água com sal em dois cantos

é suficiente.

Em dois ou três dias já se percebe a diferença.

Quando se formam bolhas é hora de renovar a salmora.

A solução de água e sal também é capaz de puxar os íons positivos, isto é,as partículas de

energia elétrica da atmosfera, e reequilibrar a energia dos ambientes.

Principalmente em locais fechados, escuros ou mesmo antes de uma tempestade, esses

íons têm efeito intensificador e podem provocar tensão e irritação.

A prática simples de purificação com água e sal deve ser feita à menor sensação de que

o ambiente está carregado, depois de brigas ou à noite no quarto, para que o sono não

seja perturbado.

Banho de sal grosso e o antigo escalda-pés (mergulhar os pés em salmoura bem quente)

têm o poder de neutralizar a eletricidade do corpo.

Para quem mora longe da praia é um ótimo jeito de relaxar e renovar as energias.

Já foi considerado o ouro branco (salmoura para conservar alimentos).

Os povos foram desenvolvendo técnicas de usar o sal, como as abaixo descritas:

Uma pitada de sal sobre os ombros afasta a inveja.

Para espantar o mau-olhado ou evitar visitas indesejáveis, colocar uma fileira de sal

na soleira da porta ou um copo de salmoura do lado esquerdo da entrada.

A mistura de sal com água ou álcool absorve tudo de ruim que está no ar,ajuda a purificar

e impede que a inveja, o mau-olhado e outros sentimentos inferiores entrem na casa.

Depois de uma festa, lavar todos os copos e pratos com sal grosso para neutralizar a energia

dos convidados, purificando a louça para o uso diário.

Tomar banho de água salgada com bicarbonato de sódio descarrega as energias ruins e é relaxante.

O único cuidado é não molhar a cabeça, pois é aí que mora o nosso espírito e ele não deve

ser neutralizado.

Na tradição africana, quando alguém se muda, as primeiras coisas a entrar na casa são… um

copo de água e outro com sal.

Usam sal marinho seco, num pires branco atrás da porta para puxar a energia negativa de

quem entra.

Também tomam banho com água salgada com ervas para renovar a energia interna e a

vontade de viver.

No Japão, o sal é considerado poderoso purificar.

Os japoneses mais tradicionais jogam sal todos os dias na soleira das portas e sempre

que uma visita mal vinda vai embora.

Símbolo de lealdade na luta de sumô.

Os campeões jogam sal no ringue para que a luta transcorra com lealdade.

Use esse poderoso aliado!

É barato, fácil de encontrar, e pode lhe ajudar em momentos de dificuldade e de

esgotamento energético!

Modo de tomar o banho de sal grosso:

Após seu banho convencional, deixe um punhado de sal grosso escorrer do pescoço

para baixo, embaixo da água da ducha.

Não é aconselhável banhos frequentes com o sal.

Benefícios de banhos e escalda pé com sal grosso

Fisiológicos:
Ajuda a desintoxicar o corpo e afastar os vírus.
Estimula a circulação natural para a melhoria da saúde.
Ajuda a aliviar o pé do atleta, calos e calosidades.
Relaxa a tensão, dores musculares e nas articulações.
Ajuda a aliviar artrite e reumatismo.
Ajuda a aliviar a dor lombar crônica.

Estéticos:
Tira as impurezas da pele.
Alivia irritações da pele como psoríase / eczema.
Alivia comichão, ardor e picadas.
Suaviza e amacia a pele.
Incentiva a pele a se renovar.
Ajuda a curar as cicatrizes.
Restaura o equilíbrio e a umidade da pele.

Ocupacional:
Alivia o cansaço, os pés doloridos e os músculos da perna.
Alivia a tensão nas mãos e punhos.
Ajuda a aliviar lesões no desporto psicofísico.
Proporciona um relaxamento profundo.
Ajuda a aliviar o estresse e tensão.

Ao realizar o banho com sal grosso o ideal é deixar preparado um banho com

ervas equilibradoras, pois o sal RETIRA todas as energias.

http://templodeluxor.blogspot.com.br/2012/09/banhos-de-ervas-plantas-flores-funcionam.html

Conjuntivite – diminua o desconforto com ervas medicinais


Você sabia que conjuntiva é uma membrana fina e transparente que recobre

a grande parte da superfície anterior do olho? Sua inflamação, chamada de

conjuntivite, pode ser causada por razões bacterianas, virais, alérgicas e

químicas, e cada uma delas possui um tratamento específico.

Veja como identificar a conjuntivite

Primeiro, identifique os sintomas que são: sensação de cisco ou areia

nos olhos, lacrimejamento, irritação, olhos vermelhos, secreção mucosa

ou purulenta. 

Quando identificado a doença, lave bem as mão antes e depois de mexer nos

olhos. Se usar lentes de contato, retire-as e passe a usar óculos temporariamente.

Faça compressa de soro fisiológico ( ou água mineral ), quatro vezes ao dia.

Troque diariamente as roupas da cama e toalhas para evitar a contaminação de

outras pessoas.

Procure um oftalmologista.

O tratamento normalmente inclui a aplicação de colírios e/ou pomadas específicos

para cada tipo de conjuntivite.

O que fazer para não contaminar ?

Em 80% dos casos esses cuidados trazem resultados positivos.

Não esfregar os olhos. Isso pode arranhar a conjuntiva e a córnea.

Não colocar nenhum tipo de colírio ou pomada sem orientação médica.

Use as ervas abaixo com regularidade, enquanto estiver doente, para minimizar

os efeitos da enfermidade.

Confrei Salsa

Camomila Alface

Cenoura Mel de abelha

Maçã Noz

Batata Arruda

Receita para diminuir o desconforto da conjutivite

Cenoura – Faça o suco puro do legume e lave os olhos várias vezes ao dia,

também tome o suco puro em jejum, pela manhã.

Maçã – Faça o suco puro para lavar os olhos durante o dia e faça três vezes

ao dia compressas com a maçã ralada para acalmar o incômodo.

Observação: Este artigo não substitui a consulta médica. Não inicie

nenhum tratamento sem orientação.

 

http://www.templodeluxor.com.br

 

%d blogueiros gostam disto: