Medicina Natural

Início » Iatrogenia

Arquivo da categoria: Iatrogenia

Mais de 2 mil bebês morreram após serem vacinados

vacina morte bebes24 de março de 2011

No início deste mês (março 2011), as autoridades japonesas ordenaram a médicos

que parassem de usar vacinas contra o pneumococo e Hib porque quatro crianças

morreram depois de receber as injeções. No entanto, a verdadeira notícia nunca foi

relatada: mais de 2.000 bebês morreram nos Estados Unidos após terem recebido

as vacinas para essas doenças mesmo, mas as autoridades recusam-se a alertar os

pais e parar a produção. Uma revisão de segurança é fundamental para determinar

se uma revogação das injeções perigosas pode ser necessária para proteger mais

bebês americanos contra incapacidade e morte.

O Sistema de Laudos de Eventos Adversos de Vacinas (VAERS), operada em

conjunto pela FDA e CDC, já recebeu mais de 59.000 relatos de reações adversas

às vacinas contra pneumococo e Hib durante os últimos anos. Mais da metade desses

casos – 30.094 – necessitaram de internação hospitalar, com 2.169 mortes. Cerca de

95 por cento dessas mortes foram em crianças menores de três anos de idade.

Nos últimos cinco anos, entre 2006 e 2010, 17.595 pessoas nos EUA tiveram reações

adversas às vacinas contra pneumococo e Hib, 464 dessas pessoas morreram depois

de receber suas injeções. Também deve-se salientar que estes números representam

apenas relatos “oficiais” para a VAERS. O ex-chefe da FDA, David Kessler, estimou que

para cada relatório oficial de uma reacção adversa ao medicamento, cerca de 100 outras

pessoas também estão feridas, mas não conseguem fazer um relatório.

Em resumo, quatro crianças japonesas morreram depois de receber vacinas e o

Ministério da Saúde japonês imediatamente interrompeu o programa de vacinação.

Autoridades de saúde dos EUA declararam esta ação como “tola”, embora seja melhor

salvar bebês de danos adicionais. Nos Estados Unidos, milhares de pessoas morreram

após receberem vacinas para as mesmas doenças, mas as autoridades não estão nem aí.

Autoridades de vacinas dos EUA acreditam que as crianças são dispensáveis, um mercado

alvo garantido a ser utilizado para benefício comercial. Incapacidade e morte de cidadãos

dos EUA após terem recebido as vacinas mandadas são apenas tratadas como o custo

de fazer negócios.

Fonte: Natural News

Anúncios

Aspartame e Câncer


Um estudo novo feito pelo Dr. Morando Soffritti no Instituto Ramazzini, demonstrou que o aspartame administrado na alimentação de camundongos induz aumentos significativos em doses relacionados com carcinoma hepatocelular e carcinoma alveolar / bronquiolar no sexo masculino.As doses foram de 32.000, 8.000, 2.000 ou zero ppm, com início no dia 12 de gestação e dura até a morte. Veja este novo estudo aqui.

Embora o novo estudo seja revelador, a história do aspartame sendo uma substância cancerígena sempre foi conhecida. O aspartame foi conhecido por causar câncer, desde o início. Em 01 de agosto de 1985, o toxicologista do FDA, Dr. Adrian Gross, disse ao Congresso que pelo menos um dos estudos de Searle “estabeleceu para além de qualquer dúvida razoável que o aspartame é capaz de induzir a tumores cerebrais em animais de experimentação e que esta predisposição é de altíssima significância.”
Em 2005, a Cancer Research Center, da Fundação Européia de Oncologia e Ciências do Ambiente, em Bolonha, Itália, informou que um estudo de três anos, avaliando os potenciais efeitos cancerígenos do aspartame demonstrou que ele “induz a um aumento de linfomas e leucemias em ratos do sexo feminino.”

Efeito Colateral da Quimioterapia

Um dos efeitos colaterais da quimioterapia é, ironicamente, o câncer. Os oncologistas não dizem muito sobre isso, mas é impresso bem nos rótulos de advertência dos remédios (em letras pequenas, é claro). Se você entrar em uma clínica de tratamento contra o câncer com um tipo de câncer, e você se permite ser injetado com produtos químicos de quimioterapia, muitas vezes você vai desenvolver um segundo tipo de câncer como conseqüência. Seu oncologista, muitas vezes afirma ter tratado com sucesso seu primeiro câncer, mesmo quando você desenvolver um câncer secundário ou terciário diretamente causados pela quimioterapia usada para tratar o câncer original.
Não há nada como uma quimioterapia causadora de câncer para impulsionar o negócio da repetição, não é mesmo?

Antidepressivos e Autismo

Uso de antidepressivos

O uso de antidepressivos durante a gravidez pode dobrar o risco do filho desenvolver autismo. Essa é a conclusão de um estudo realizado na Califórnia e publicado no periódico Archives of General Psychiatryem novembro de 2011, que envolveu 298 crianças com distúrbios do espectro do autismo (ASD, na sigla em inglês) e 1.507 crianças no grupo de controle. O uso de tais medicamentos foi relatado por 6,7% das mães de crianças autistas, contra 3,3% das mães no grupo de controle. Essa relação é considerada mais forte caso os medicamentos sejam utilizados no primeiro trimestre da gravidez.

Iatrogenia

Iatrogenia refere-se a um estado de doençaefeitos adversos ou complicações causadas por ou resultantes do tratamento médico. Contudo, o termo deriva do grego iatros (médico, curandeiro) e genia (origem, causa),  pelo que pode aplicar-se tanto a efeitos bons ou maus.

Em farmacologia, o termo iatrogenia refere-se a doenças ou alterações patológicas criadas por efeitos laterais dos medicamentos. De um ponto de vista sociológico, a iatrogenia pode ser clínica, social ou cultural. Embora seja usada geralmente para se referir às consequências de ações danosas dos médicos, pode igualmente ser resultado das ações de outros profissionais não médicos, tais como psicólogosterapeutasenfermeirosdentistas, etc.

Fontes de iatrogenia

Há muitas fontes de iatrogenia:

%d blogueiros gostam disto: